Atividades

As linhas de ação da Pedagogia da Imagem são quatro:

1. Promoção do amplo acesso e apropriação do patrimônio cultural audiovisual, estimulando o conhecimento, pela população, de repertórios diversificados, ligados à fotografia, ao cinema e ao vídeo;

2. Fomento à experimentação da linguagem audiovisual e à produção de caráter popular em fotografia, vídeo e animação;

3. Apoio ao desenvolvimento de circuitos alternativos de exibição, debate e formação do público das artes audiovisuais, criando oportunidades de fruição cultural para comunidades das periferias da cidade e de divulgação da produção cultural popular;

4. Incentivo à formação de uma “cultura de acervo” nos espaços comunitários e educativos parceiros do museu, para organização, preservação e comunicação das produções que tematizam sua memória e identidade sociocultural.

As atividades promovidas – todas gratuitas – abrangem:

a) Curso de formação continuada de professores e educadores populares “Pedagogia da Imagem” – curso com duração anual, de 120 horas, destinado à formação de educadores capazes de incorporar a linguagem audiovisual (fotografia, vídeo, animação) em sua prática pedagógica e de desenvolver projetos de produção audiovisual com a participação ativa de seus estudantes. Além de professores das escolas públicas municipais e estaduais, atende também educadores populares e sociais de ONGs;

b) Oficinas de fotografia e vídeo digital para multiplicadores – cursos de curta duração (4 meses) destinados a educadores sociais e populares, com o objetivo de desenvolver e compartilhar uma metodologia popular para o ensino do audiovisual para iniciantes. A experimentação prática da linguagem contribui para a geração de produtos culturais (exposições fotográficas e vídeos), de caráter itinerante (circulando pelos diversos espaços comunitários parceiros);

c) Oficinas populares de fotografia, vídeo digital e animação – cursos de curta duração destinados à população e seus educadores;

d) Atividades de fruição cultural na periferia – realização de exibições e debates de filmes e exposições fotográficas itinerantes, nos espaços das escolas e instituições parceiras do museu;

e) Orientação de grupos para produção audiovisual e desenvolvimento de projetos de história oral em audiovisual (com foco na memória das comunidades e grupos);

f) Apoio à formação inicial de educadores por meio de orientação de projetos de conclusão de curso e estágios de licenciatura de estudantes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Faculdades IPEP (Instituto Paulista de Ensino e Pesquisa) – com ênfase na incorporação das linguagens audiovisuais e da cultura ao processo educativo;

g) Pesquisa acadêmica e comunicação científica nas áreas de formação docente, arte-educação e memória.